quarta-feira, 4 de abril de 2007

Como surgiram os Jornais Alternativos

Virgínia Lencastre

Os jornais alternativos tiveram seu auge durante o período de regime militar. Nasceram e morreram diversos deles, em especial na década de 70.

A censura, imposta pelo governo, limitou os trabalhos nas redações e contribuiu para a criação de periódicos “não convencionais”, também chamados de “imprensa nanica”, que trouxeram maior liberdade de expressão e satisfação aos jornalistas.

O objetivo principal era lutar contra a intolerância política e formar uma identidade cultural focada nos valores nacionais.

São denominados “Alternativos” por se desviarem do caminho seguido pela mídia tradicional, por criticarem o modelo sócio-econômico e político vigente, por irem contra a ditadura e exigirem mudanças sociais reais no país. Não se deixavam manipular pela estrutura de poder; eram autênticos, irreverentes e contestadores.

Fundado por Millôr Fernandes, “Pif-Paf” foi o pioneiro, em 1964. Depois vieram o “Folha da Semana”, “Bondinho”, O Sol”, “Em Tempo”, “Coojornal”, “Opinião”, “Movimento”, “Versus”, “Ex”, “De Fato”, “Repórter”, e o famoso “Pasquim”. Foram mais de 150 publicações, abordando diversos temas. Porém, a grande maioria não passava da terceira ou quarta edição.

Hoje em dia, poucos veículos seguem esta linha. Os que circulam são uma opção de idéias novas, trazendo uma visão diferente acerca da realidade em que vivemos, abrindo portas ao questionamento e norteando o processo de criticidade.

Neste espaço, vamos resgatar a memória destes jornais e construir uma análise em sintonia com as circunstâncias dos diversos momentos e transformações ocorridas, num mundo cada dia mais dinâmico, tumultuado e imediatista.

5 comentários:

Anônimo disse...

Obrigado pela informação.
Precisava de uma pesquisa sobre os meios de comunicação e essas informações era exatamente o que eu procurava.

Obrigado.

Anônimo disse...

Vlw por essa notícia aew
Eu tava precizandu de um negocio aki e isso me ajudo pra dedéu.

Vlwsão

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom

Anônimo disse...

Amiable fill someone in on and this fill someone in on helped me alot in my college assignement. Say thank you you seeking your information.

Bruno disse...

Procurei mas achei o que eu queria é exatamente isso que eu estava presisando para concluir a minha pesquisa
vlw muito bom!