quinta-feira, 5 de abril de 2007

Mídia Alternativa

Os diversos núcleos de produção de mídia alternativa são uma força relevante na nova forma de comunicação que vem se constituindo. Partindo da insatisfação com as mídias corporativas, comprometidas com os interesses do capital, esses movimentos visam oferecer uma outra maneira de pensar a função transgressiva da comunicação , sendo tudo isso feito com um aparato técnico mínimo e custos irrisórios. Seus principais Veículos de Comunicação são a Internet, as Rádios Comunitárias e Livres, jornais de baixa circulação e fanzines.

Com várias denominações diferentes, como mídia tática, mídia independente ou mídia sob demanda, essas mídias muitas vezes têm ligações com movimentos sociais de fora da rede. Apesar de já ter havido várias manifestações, o movimento das mídias alternativas tomou um novo vulto com o surgimento do Centro de Mídia Independente.

Outro tipo de mídia alternativa são os veículos geridos pelas próprias fontes, como a institucional, ligadas a organizações públicas ou privadas, e a legislativa (http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=355DAC001), ligadas aos parlamentos. Alguns dos objetivos destas são justamente a busca de alternativas ao corte editorial da mídia tradicional e o estabelecimento de uma ligação direta entre a fonte e o seu público.


2 comentários:

pc guimarães disse...

Tô gostando de ver, gente. Vamos colocar também imagens desses jornais: Opinião, Extra, Movimento, Pasquim etc.
pc

caio's bloguis! disse...

tá bom completo esse artigo.
muito bom... muito util tambem.